Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

              O tema que de seguida vai ser abordado tem sido bastante falado quando o assunto é a internet. Mas, e antes de passarmos directamente ao tema em questão, há que esclarecer e diferenciar os blogues informativos dos blogues pessoais.

Segundo afirmou Daniel Marques, numa entrevista dada ao blogue Tecnologia & Cinema, depois de já ter trabalhado em vários projectos de comunicação, sobretudo na área de rádio, para ele “Um blogue pessoal é isso mesmo, é a arma daqueles a quem não se pediu a opinião”, ou seja, surge da necessidade de dar uma opinião sobre determinado assunto ou simplesmente da necessidade de comunicar.
Retirei do blogue Izaberum este pequeno parágrafo que nos diz qual a principal vantagem de ter um blogue pessoal para a maioria das pessoas: “ ter um blogue pessoal é ter com quem contar nos momentos em que mais precisamos de ajuda, de uma direcção, de um caminho a seguir, … é onde publico a minha opinião sobre o que acontece comigo ou sobre o que penso quanto aos factos que envolvem o meu mundo real.”
Bem diferentes são os blogues informativos, estes são mais do que a simples vontade de comunicar. Segundo Monica Mindelis Martins (no blogue: http://caodeguarda.blogspot.com/2006/08/anti-blog_22.html) “ um blogue informativo é, por excelência, o mais difícil de manter. A sua actualização constante e a sua periodicidade, tornam-no uma ocupação a tempo inteiro. O seu objectivo principal parece ser o de fazer chegar a informação que não aparece noutros meios ou de desenvolver temas com mais profundidade, recolhendo matérias diversas. Este tipo de blogue, no entanto, não consegue, na maioria das vezes, escapar ao cunho marcadamente pessoal do autor sendo, por vezes, apenas mais um blogue de opinião.”
Uma das diferenças destes blogues informativos está na assinatura do gestor do blogue e na responsabilidade que este suporta. Apesar disto, muitas das vezes os blogues informativos limitam-se a copiar notícias e a dar uma opinião. O problema é que em alguns destes blogues a opinião vem misturada com o corpo do artigo sem que isso seja dado a entender aos leitores que tomam tudo por informação.
Mas será que podemos afirmar que os blogues informativos fazem jornalismo? Então se os blogues fazem jornalismo não deveriam também eles ser legislados?
Hoje em dia o problema dos blogues é muito falado e surge principalmente quando estes são mantidos por jornalistas. Será possível separar o jornalista da pessoa civil?
Existem muitos blogues mantidos por jornalistas e não é difícil de entender o motivo. A Internet e em especial os blogues oferecem aos jornalistas muitas maneiras de potencializar o seu trabalho. Para além de poderem dar a sua opinião, algo que raramente acontece, não se vêm limitados por caracteres ou perante a possibilidade de ver o seu trabalho cortado à última da hora para dar espaço a uma publicidade.
Desde algum tempo que já existem jornais que proíbem os seus jornalistas de manterem blogues relacionados com a sua profissão, o New York Times é um desses exemplos. Existem outros jornais que impedem os seus jornalistas de publicarem posts sem que estes sejam previamente aprovados por uma redacção.
Na minha opinião ter um blogue informativo quando se é jornalista é ter um lugar onde se pretende informar sobre algo que não se disse pelos mais inúmeros motivos, por exemplo falta de espaço ou tempo, ou porque surgiu uma notícia de última hora. Ter um blogue é também poder escrever numa linguagem mais informal, optando ou não por dar a nossa opinião, coisa que raramente acontece quando fazemos uma peça, seja para que meio de comunicação for.
Cada vez mais pessoas optam por ler blogues conhecidos e confiam na sua informação mais do que confiam na imprensa. Isto está a acontecer porque os leitores começam a ter a percepção de que os meios de comunicação estão cada vez mais associados a grandes grupos económicos, fazendo com que os seus profissionais estejam orientados para vertentes políticas e económicas. Claro que tudo isto é feito de forma subtil. Mas nos blogues as coisas não são assim, os jornalistas não estão sujeitos a um contracto nem às ordens de quem lhes paga no final do mês. Não estão sujeitos a um número de peças no final do dia, podem escrever esporadicamente, pode ser de ano em ano ou de hora em hora, sem contractos a cumprir levando o leitor a ter mais consciência em relação a isso. Assim ter um blogue jornalístico significa poder informar sem se ser influenciado por alguém.
 
Milene Alves nº9975

 



publicado por comunicaradireito às 00:45
Debater e reflectir sobre as leis da comunicação social. Coordenação: Jorge Ferreira
pesquisar neste blog
 
tags

televisão(106)

internet(105)

empresas(94)

imprensa(84)

história(62)

justiça(62)

opinião(53)

jornalistas(50)

escola(44)

blogues(42)

erc(41)

comunicação social(38)

eua(37)

informática(34)

liberdade de expressão(31)

jornalismo(25)

direitos de autor(24)

governo(22)

revistas(20)

publicidade(19)

reino unido(19)

pirataria(15)

liberdade(14)

política(12)

ps(12)

download pirata(11)

rádio(11)

censura(10)

crianças(10)

espanha(10)

agenda(9)

assembleia da república(9)

frança(9)

telecomunicações(9)

crise(8)

irão(8)

privacidade(8)

blogue para hoje(7)

concentração(7)

despedimentos(7)

direito à imagem(7)

língua portuguesa(7)

telemóveis(7)

eleições 2009(6)

cavaco silva(5)

ccpj(5)

china(5)

concorrencia(5)

prémios(5)

publicações(5)

serviço público(5)

comércio electrónico(4)

madeira(4)

provedor dos leitores(4)

psd(4)

suécia(4)

brasil(3)

futebol(3)

media(3)

regulação(3)

angola(2)

austrália(2)

bloguista(2)

canadá(2)

cds(2)

cinema(2)

clube de jornalistas(2)

consumidores(2)

coreia do norte(2)

cuba(2)

estado(2)

ética profissional(2)

google(2)

igreja católica(2)

iraque(2)

itália(2)

parlamento europeu(2)

pcp(2)

plágio(2)

sociedade da informação(2)

sondagens(2)

tribunais(2)

união europeia(2)

venezuela(2)

afeganistão(1)

alemanha(1)

américa latina(1)

anacom(1)

argentina(1)

artigo de opinião(1)

autoregulação(1)

benfica(1)

call centers(1)

casa da imprensa(1)

cia(1)

conselho deontológico(1)

coreia do sul(1)

dados pessoais(1)

despesa pública(1)

deveres dos jornalistas(1)

todas as tags