Terça-feira, 07 de Julho de 2009

O editor da revista Oculta, uma publicação dedicada às ciências ocultas, foi condenado hoje a 200 dias de multa e a pagar três mil euros de indemnização ao director do jornal Barcelos Popular. “É uma sentença que vem repor a verdade e vem mostrar que qualquer publicação, seja ela do oculto ou de bruxaria, não pode atacar a vida privada de ninguém”, referiu à Lusa, José Santos, director do jornal Barcelos Popular. Esta manhã, o Tribunal de Barcelos condenou Luís Ferreira Alves, conhecido como ‘Mestre Alves’, a 200 dias de multa e ao pagamento de uma indemnização no valor de três mil euros a José Santos pelos crimes de difamação e calúnia. Em causa está um texto assinado por Luís Alves, editor da revista Oculta e com gabinete de atendimento sobre ciências ocultas em Vila do Conde. No texto, Mestre Alves tecia várias considerações sobre José Santos embora nunca tenha citado o nome do director do Barcelos Popular. Publicado na revista Oculta, em 2007, o artigo descreveu situações e assuntos que, em tribunal, não foram dados como provados. “O artigo em causa era muito ofensivo para a minha pessoa e até para a minha família e parecia ser uma espécie de resposta a uma página de sátira que o Barcelos Popular publica e onde, por vezes, usamos as previsões que o Mestre Alves faz”, salientou José Santos.Em tribunal, Luís Ferreira Alves alegou não ter escrito o texto, apenas o tendo assinado. A Lusa tentou contactar o editor da revista Oculta mas, Luís Alves esteve sempre indisponível. “É uma sentença muito importante não pela indemnização mas pelo facto de vir limpar um nome”, finalizou o director do Barcelos Popular.

Fonte: Lusa.


tags:

publicado por comunicaradireito às 19:38
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Debater e reflectir sobre as leis da comunicação social. Coordenação: Jorge Ferreira
pesquisar neste blog
 
tags

televisão(106)

internet(105)

empresas(94)

imprensa(84)

história(62)

justiça(62)

opinião(53)

jornalistas(50)

escola(44)

blogues(42)

erc(41)

comunicação social(38)

eua(37)

informática(34)

liberdade de expressão(31)

jornalismo(25)

direitos de autor(24)

governo(22)

revistas(20)

publicidade(19)

reino unido(19)

pirataria(15)

liberdade(14)

política(12)

ps(12)

download pirata(11)

rádio(11)

censura(10)

crianças(10)

espanha(10)

agenda(9)

assembleia da república(9)

frança(9)

telecomunicações(9)

crise(8)

irão(8)

privacidade(8)

blogue para hoje(7)

concentração(7)

despedimentos(7)

direito à imagem(7)

língua portuguesa(7)

telemóveis(7)

eleições 2009(6)

cavaco silva(5)

ccpj(5)

china(5)

concorrencia(5)

prémios(5)

publicações(5)

serviço público(5)

comércio electrónico(4)

madeira(4)

provedor dos leitores(4)

psd(4)

suécia(4)

brasil(3)

futebol(3)

media(3)

regulação(3)

angola(2)

austrália(2)

bloguista(2)

canadá(2)

cds(2)

cinema(2)

clube de jornalistas(2)

consumidores(2)

coreia do norte(2)

cuba(2)

estado(2)

ética profissional(2)

google(2)

igreja católica(2)

iraque(2)

itália(2)

parlamento europeu(2)

pcp(2)

plágio(2)

sociedade da informação(2)

sondagens(2)

tribunais(2)

união europeia(2)

venezuela(2)

afeganistão(1)

alemanha(1)

américa latina(1)

anacom(1)

argentina(1)

artigo de opinião(1)

autoregulação(1)

benfica(1)

call centers(1)

casa da imprensa(1)

cia(1)

conselho deontológico(1)

coreia do sul(1)

dados pessoais(1)

despesa pública(1)

deveres dos jornalistas(1)

todas as tags

subscrever feeds