Terça-feira, 02 de Junho de 2009

"A ERC, Entidade Reguladora para a Comunicação Social, nunca me inspirou simpatia, nem o contrário. Umas vezes concordei com ela, outras vezes não, outras ainda fiquei sem saber se tinha, ou não tinha, razão. Mas a decisão que tomou sobre o controverso jornal da TVI, à qual se juntou a do Conselho Deontológico dos Jornalistas, não deixa margem para duas interpretações: o Jornal Nacional de Manuela Moura Guedes mistura factos e opinião, e isso é eticamente inaceitável. Diz o director da estação que a decisão da ERC em nada mudará os padrões que «tornaram os jornais da TVI nos serviços informativos mais procurados pelos portugueses», como se estivéssemos perante uma lógica irrefutável. Acontece que não estamos. Segundo a princípio de José Eduardo Moniz, o que é o bom é o que as pessoas querem, e o cliente tem sempre razão. Dan Brown é um excelente escritor porque vende milhões de livros, Quim Barreiros é um óptimo músico porque vende toneladas de discos, e assim por diante. O pior é que não estamos diante uma lógica puramente comercial, segundo a qual o princípio se aceitaria. O caso denunciado pela ERC configura uma violação das regras do jornalismo, e quando assim é não basta mudar de canal — ou os fogachos inconsequentes da ERC. Só mais uma coisa sobre o caso: ao contrário do que os responsáveis da TVI nos querem fazer crer (dá-lhes jeito que assim seja), as críticas ao «jornalismo» de Manuela não vêm, apenas, de organismos governamentais ou de sectores que lhe são afectos. As críticas vêm, também, dos jornalistas, apesar de poucos serem capazes de as fazerem aberta e frontalmente. E ainda mais outra: insiste-se que o problema de Manuela é o estilo, que toda a gente diz não apreciar. Ora, toda a gente vê que o estilo é uma questão de somenos. O verdadeiro problema é a substância, que o estilo, quando muito, sublinha."

 

Ilídio Martins, no Esmaltes e Jóias.



publicado por comunicaradireito às 21:44
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Debater e reflectir sobre as leis da comunicação social. Coordenação: Jorge Ferreira
pesquisar neste blog
 
tags

televisão(106)

internet(105)

empresas(94)

imprensa(84)

história(62)

justiça(62)

opinião(53)

jornalistas(50)

escola(44)

blogues(42)

erc(41)

comunicação social(38)

eua(37)

informática(34)

liberdade de expressão(31)

jornalismo(25)

direitos de autor(24)

governo(22)

revistas(20)

publicidade(19)

reino unido(19)

pirataria(15)

liberdade(14)

política(12)

ps(12)

download pirata(11)

rádio(11)

censura(10)

crianças(10)

espanha(10)

agenda(9)

assembleia da república(9)

frança(9)

telecomunicações(9)

crise(8)

irão(8)

privacidade(8)

blogue para hoje(7)

concentração(7)

despedimentos(7)

direito à imagem(7)

língua portuguesa(7)

telemóveis(7)

eleições 2009(6)

cavaco silva(5)

ccpj(5)

china(5)

concorrencia(5)

prémios(5)

publicações(5)

serviço público(5)

comércio electrónico(4)

madeira(4)

provedor dos leitores(4)

psd(4)

suécia(4)

brasil(3)

futebol(3)

media(3)

regulação(3)

angola(2)

austrália(2)

bloguista(2)

canadá(2)

cds(2)

cinema(2)

clube de jornalistas(2)

consumidores(2)

coreia do norte(2)

cuba(2)

estado(2)

ética profissional(2)

google(2)

igreja católica(2)

iraque(2)

itália(2)

parlamento europeu(2)

pcp(2)

plágio(2)

sociedade da informação(2)

sondagens(2)

tribunais(2)

união europeia(2)

venezuela(2)

afeganistão(1)

alemanha(1)

américa latina(1)

anacom(1)

argentina(1)

artigo de opinião(1)

autoregulação(1)

benfica(1)

call centers(1)

casa da imprensa(1)

cia(1)

conselho deontológico(1)

coreia do sul(1)

dados pessoais(1)

despesa pública(1)

deveres dos jornalistas(1)

todas as tags

subscrever feeds